.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Registo de dados

. De zero até os três meses

. From zero to three months

.arquivos

. Maio 2017

. Novembro 2016

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Domingo, 29 de Março de 2015

Registo de dados

Foi em 2001 que ocorreu o primeiro parto de uma das minhas cadelas. Como sempre acontece nestas ocasiões eu estava uma pilha de nervos. A minha pequena já tinha dado os primeiros sinais e nesse momento chegaram a minha casa a Lilian Roucoules e o seu marido o Eng. Eugénio Gago, criadores dos meus primeiros boxers.

A Lilian trazia consigo um caderno e referiu que nele íamos registar todos os pormenores do parto. Pegou numa régua e desenhou uma tabela onde foi assinalando tudo o que ia acontecendo. Foi uma das tantas coisas que com eles apreendi.

Com este post quero retribuir aquele gesto pondo a disposição de todos alguns dos ficheiros que costumo utilizar.

 

 FICHEIRO PARA BAIXAR: Template (1).xlsx

 

De seguida passo a explicar como é que este ficheiro pode ser utilizado.

Separador Pedigree

Como mostra a seguinte imagem, é possível reproduzir o pedigree de um exemplar escrevendo o seu nome o os nomes dos seus antepassados.

SepLOP_Final.jpg

Separador Expos

Como a imagem ilustra, é fornecida uma tabela que permite registar o desempenho em exposições caninas de um determinado exemplar.

Expos_final.jpg

Separador Parto

Se há algo que os criadores sabem é que todos os partos são diferentes. Sendo também verdade que as cadelas têm  comportamentos dferenciados durante os partos. Umas ficam calmas na cama, enquanto outras têm uma abordagem mais activa.

É por este motivo que considero extremamente importante registar tudo antes, durante e após o parto.

Embora o parto é algo natural e a maioria das cadelas sabem muito bem o que devem fazer, se for preciso consultar o médico veterinário, dispor de uma registo desta natureza pode dar uma grande ajuda para um eventual diagnostico, rápido e acertado.

Neste separador a título de exemplo decidi incluir algumas das notas que costumo tomar na altura dos partos.

Parto1_final.jpg

Como é possível observar podemos assinalar a data das montas, respectivo dia do cio, níveis de progesterona, data de nascimento, nome do progenitor, temperatura da cadela, o seu comportamento, tratamentos médicos, etc.

Na imagem seguinte é possível ver um exemplo do registo do nascimento de um cachorro.

Parto2_final.jpg

Este é o momento pelo qual os criadores aguardam durante semanas após o acasalamento, meses após o último cio, e durante anos cheios de ilusão e trabalho.

Para mim é fundamental fazer uma descrição pormenorizada do cachorro, pois mais tarde pode nascer outro cachorro parecido e podemos ter dificuldade em os distinguir. Também é importante assinalar se nasceu com ou sem placenta.

A hora do nascimento é outro registo importante que em caso de necessidade deve  informar ao seu médico veterinário.

Na coluna da direita (observações) costumo anotar informações posteriores ao nascimento dos cachorros como são a cor das pálpebras (membrana nictitante) e a colocação dos testículos, no caso dos machos.

Separador Cachorros

Neste separador é possível encontrar uma tabela para o registo diário do peso dos cachorros. É algo que faço nos primeiros 28 dias. Após esse período continuo a pesar os cachorros mas não diariamente.

Cachorros_Final.jpg

Como todos os criadores sabem é muito importante que os cachorros ganhem peso todos os dias. Se tal não acontece pode indicar algum problema de saúde. É preciso deixar que tudo corra o mais naturalmente possível, mas também é preciso estar atento e em caso de necessidade não hesite em procurar ajuda de um veterinário e/ou de um criador mais experiente. Em boa verdade nos primeiros dois dias é normal que os cachorros percam algum peso.

Neste separador está igualmente incluída uma tabela onde podem ser assinalados dados importantes sobre alimentação, tratamentos, desparasitações, vacinas, etc.

Na seguinte imagem é possível observar que para cada um dos cachorros existem duas colunas. Na primeira delas pode ser registado o peso diário dos bébés. Na segunda coluna o ficheiro calcula automaticamente a diferença de peso. Se o cachorro perde peso, também de maneira automática a célula muda de cor.

No ficheiro, para exemplificar o seu funcionamento, a primeira coluna está parcialmente preenchida

Cachorros1_final.jpg

O meu maior desejo é que este modesto contributo possa ajudar a todos os meus amigos, da mesma maneira que sempre fui ajudado por muita boa gente.

O Blog do Boxer tem as portas abertas para todos os que queiram contribuir com ideias, reflexões e experiências sobre a nossa raça de eleição.

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Blog do Boxer às 18:35

link do post | comentar | ver comentários (11) | favorito
Segunda-feira, 23 de Março de 2015

De zero até os três meses

baner.jpg

É o mais importante período para a máxima e absoluta aprendizagem


Há já vários anos que eu dedico uma especial atenção ao crescimento das minhas ninhadas.
Naturalmente os meus cuidados passam pela atenção à sua saúde, à sua alimentação e proteção contra eventuais doenças. Contudo há algo que eu sempre tenho presente: observar o comportamento dos cachorros desde o seu nascimento.  


Considero que os criadores têm um papel muito importante no relacionamento com o cachorro, no sentido de que no futuro este seja capaz de utilizar da melhor maneira as suas qualidades naturais.


O período de tempo do nascimento até os três anos de idade tem sido profundamente estudado por ser muito importante para as crianças. Este intervalo de tempo pode ser comparado, no caso dos cachorros, ao intervalo entre o nascimento e os três meses de idade.


É muito vasta a literatura dedicada aos primeiros três anos de vida dos humanos, uma importante referência bibliográfica é o livro intitulado “De zero até os três anos”, de Piero Angela. É um livro que não é recente mas que continua actual.


Há também boa literatura canina da autoria de vários estudiosos americanos. Do meu ponto de vista há indicações importantes reveladas por eles. Penso que é muito importante que quem decida criar uma ninhada conheça bem as fases de desenvolvimento dos cachorros. Principalmente porque respeitando essas fases ele pode evitar perigosas complicações com o cachorro.


Durante o parto, sempre que possível, é melhor deixar que a cadela viva essa experiencia. Isto não deve excluir a nossa cuidadosa e activa presença em caso de necessidade.


Primeira Fase

2015-03-23 13.33.18.jpg

Relativamente à primeira fase, isto é, as primeiras três semanas de vida, é necessário ter em conta quais são as necessidades do cachorro: comida, sono, calor, contacto com a mãe e contacto com os irmãos.
Nos primeiros dias os cachorros reagem apenas à fome e à temperatura. A partir dos dez dias de vida também reagem ao toque. É relativamente fácil observar que eles percebem a diferença entre o calor da mãe e a mão de alguma pessoa (de facto sendo tocados por uma mão, eles mostram um ligeiro enrijecimento)


Isto permite-nos compreender que nesta altura devemos mexer neles apenas quando necessário. Nesta fase, as principais regras a respeitar são: dar-lhes sossego e excluir presenças estranhas.


É possível testar a viabilidade dos cachorros observando as escolhas instintivas da mãe. Instintivamente a mãe escolherá em primeiro lugar os cachorros mais viáveis (isto é válido apenas para os primeiros dois cachorros).


Segunda Fase


A segunda fase é do 21º dia até o 28º .  Neste período é necessário manter os cachorros num ambiente calmo, mas para além das necessidades da primeira fase, agora começam o desenvolvimento dos sentidos, a percepção de barulhos da luz e especialmente a sociabilização. Neste último caso uma maior sociabilização entre os irmão e numa menor medida com as pessoas.


Nesta altura começa a exploração do ambiente circundante e qualquer interacção com os cachorros deve ser feita com muita prudência. Não obstante deve ser aumentado de maneira gradual o toque, os ruídos, novos cheiros e contacto com pessoas.


Terceira fase

stage3.jpg

Na terceira fase (quita, sexta e sétima semana) é necessário aumentar, também de forma gradual, o contacto com os humanos. Se nas primeiras duas fases é melhor um relacionamento com uma única pessoa, a partir do 28º dia em diante o número de pessoas que se aproximam dos cachorros deve ser numeroso.


A quinta semana é a mais importante na sociabilização com os indivíduos da sua espécie. É quando é estabelecida a hierarquia entre eles, embora possa vir a ser alterada. Da sua mãe os cachorros aprendem a obediência, a subordinação e a inibição da mordida.


O período entre o 28º e o 44º dia é muito importante para desenvolver o sentido da limpeza. É esta a altura certa para os ensinar a defecar fora, na relva.

 

Nesta fase é negativo manter um ambiente muito calmo, sem ruídos e visitantes. É necessário educar os cachorros a ouvir barulhos inusuais. De maneira gradual podem ser introduzidas gravações de áudio, som de buzinas, de pratos, etc. A reacção dos cachorros a estes ruídos é sempre a mesma: afastam-se a correr. Mas isto não deve ser motivo de preocupação. É importante observar o tempo que levam a retornar ao sitio do qual se afastaram e observar o seu comportamento.


Também é aconselhável colocar na cama dos cachorros (ou no ambiente circundante) alguns objectos inusuais que sejam feitos de materiais diferentes e que também sejam diferentes nas suas formas e ruídos que produzem.


A partir da sexta semana (do 36º  até o 42º dia)  é necessário começar a separar o cachorro dos seus irmão e da sua mãe. Logo deve dedicar-se exclusivamente a ele todos os dias, durante algum tempo. No início durante 5 ou 10 minutos. Este tempo deve ser aumentado gradualmente de maneira a estabelecer uma ligação com o cachorro. É importante diminuir o contacto com o outros da sua espécie e aprofundar o relacionamento com os homens. Na prática estamos a começar a modificar a  formação natural do cachorro, de maneira ao integrar com os humanos. Isto é especialmente propedêutico para o seu futuro. Esta fase é muito importante porque é nela que é estabelecido o correcto balanceamento entre a natureza canina do cachorro e a sua ligação com as pessoas.


Se queremos uma boa sociabilização dos cachorros com as pessoas em geral, esta é a altura certa para convidar amigos e pessoas a brincar com os cachorros.


Quarta Fase

 

stage4.jpg

Se nas fase anteriores foi induzida uma boa sociabilização com os humanos, agora isto deve ser reforçado. O cão está pronto para reconhecer o homem como o líder da matilha. É desejável que ele também tenha contacto com todos os membros da família.


Durante a oitava e nona semana é necessário afastar o cachorro de todas as eventuais experiencias traumática. De facto neste período é desenvolvida nele a sensação de medo. Se possível, durante estas semanas é melhor não ceder o cachorro. Deve ser dada uma especial atenção aos possíveis traumas. É preciso ser o mais natural possível, ser o líder da matilha, brincar com eles, alimenta-lhos e aumentar o tom da voz. Isto tudo com naturalidade e moderação.


É agora a altura certa para uma máxima e absoluta aprendizagem e apra uma integração com os humanos . Ou seja, a partir deste momento pode relacionar-se com o cachorro baseado naquilo que pretende para ele enquanto cão adulto. Para isso é preciso considerar o seu comportamento natural. Se ele passa por uma crise, motivada por algum exagero seu, esses momentos serão ultrapassados facilmente com bondade e moderação.


Esta análise esquemática das diferentes fases de desenvolvimento é o corolário de um grande trabalho de observações cuidadosas dos resultados de testes realizados.


Obviamente não listarei todos os testes que podem ser realizados, mas a partir da terceira fase existem vários testes que podem ajudar o criador com resultados que podem ser registados. Todo este conhecimento, na minha opinião, pode vir a constituir um importante conhecimento cultural. Gostaria de lembrar um famoso escritor contemporâneo que afirmou: “Cultura é tudo aquilo que não parece ser cultura”

publicado por Blog do Boxer às 18:12

link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

From zero to three months

baner.jpg

This is the most important period where the maximal learning can be obtained.

For many years I devote special attention to the litters I've breed. Naturally, my main concern tends towards the health of the puppies, the diet to protect them against diseases, but it is also important to watch their own behavior sincetheir birth.

In my opinion, it is very important that the breeder assumes an important role in the relationship with the puppy. That will allow that the puppy will be able to use all his own natural qualities. The age between 0 to 3 years old has been studied by many people, and it's now known that it is very important for the child. This may also be comparable to puppies in age from zero to the three months old. There is a rich literature about first three years of the human-species, one of this is the very important book entitled "From zero to there years", by Piero Angela, not of recent but still actual.

There are also good dog-literature by various american researches, in my opinion with interesting indications concerning this age. I think it is very important that he who decide to have a litter know well the developed-stages of the puppy exactly, because by respecting these stages, he can avoid the later puppy problems.

First Stage

2015-03-23 13.33.18.jpg

During the delivery process, if it is possible, it is always better let the female control everything. However this do not exclude our action in case of need. Concerning the first age, ie., the first three weeks of life, it is necessary to analyze which are the needs of the puppies: food, sleep, warmth, mum touch, brother touch.

In the first days puppies react just to the hunger and to the temperature. Since 10 days puppies old also react to the touch. It is easy to register that they perceive the difference of warmth between the mother and the hand of someone (in fact touching them by hand, they show a light stiffening). All that made us understand that we must only touch them if it is extrictly necessary.

In that stage, the main rules to respect are: to give them quiet, and to exclude stranger presences. It is possible to test the puppies by watching at the instinctive choice of the mother: by nature the female will choice first the puppies more viable (that is valid only for the first two puppies).

Second Stage

Second stage is from 21st to 28th day, in this period it is necessary to keep the puppies quiet, but besides the needs of first stage. It is also the beginning of the stage of the development of senses: noise, light and especially socialization, much with the brothers, less with people. Now, the dog starts the exploration of the surrounding ambient and every touch with them must be done with prudence and it must increase gradually (touch, noises, smells, contact with people).

Third Stage

stage3.jpg

In the third stage (fifth, sixth and seventh week) it is necessary to gradually increase the contact with humans. If in first two stages it was better the relationship with just one person, since day 28th onward, people who approach the puppies must be numerous. The fifth week is the most important for the socialization with other of their own species. It is developing a hierarchy among them (however changeable). By their mother they have learnt: obedience, subordination, inhibition to bite.

The time from 28th day to 44th day is very important for the development of clean-sense. It is also the right time to teach them to defecate outside on the grass. During this stage it is negative a quiet kennel without noises and visiting people. It is necessary to educate puppies to hear unusual noises, however again, always gradually: records, motors, klaxon, pots, etc. Puppy react at new noises always running away... don't worry! Still, it is very important to check how much time will it take to get him back to the same place where the sound happened and to observe his behavior.

It is good to put into dog's bed or in the other surrounding ambient a few unusual objects of different materials, forms and sounds.

At the age of 6 weeks old (36th day to 42th day) it is necessary to begin to separate the puppy from the brothers, from the mother and from the usual ambient. Then devote yourself only to him: could be better to do it every day: at the beginning spending 5-10 minutes, and then increasing gradually the time. It is important to reduce the contact with others of their own species and to increase the attachment to the man. In practice, we start to modify the natural formation of the puppy, in order to get a puppy integrated with the man. Specially this is a propaedeutic to the coming dressed-dog.

This stage is very important because now it's the time when we establish the right balance of the subject: he must be integrated with others dogs, but with the man too. If we want a good socialization of the puppy with people in general, it is good to invite friends and children to play with them.

Fourth Stage

stage4.jpg

If the previous stages induces the puppy to a good socialization with the man, now it will be stronger. The dog will be ready to recognize that the man is the chief of the herd. Would be better if he get in contact with all members of the family too.

During eighth and ninth weeks, it is necessary for the puppy to exclude every traumatic experiences. In fact it is in this period that the fear sense develops into himself. If possible, during these mentioned weeks, it would be better do not sell the puppy. There's a need to be very careful with any trauma. It is necessary to be as natural as possible, to be the chief of the herd, play, pet them, yell at them. All this very naturally and with moderation.

It is now the right time for the puppy to obtain the maximum learning and integrate him with humans. Therefore, since now you can start a relationship with the puppy based on what you will demand from him when he will be an adult dog. All this considering his own natural behavior. If he pass through a crisis, because you have exaggerated, these moments will be overcome easily with kindness and moderation.

This schematic analyze of the development stages is a sum of a lot of work and product of careful observations done.

Naturally, I won't list the tests that can be used. Since the 3rd stage there is several tests which can help the breeder with recordable results. In my opinion, all this knowledge in a long time will became a great cultural acknowledgement. I would like to remember that a famous contemporary writer permits himself to say: "Culture is all that doesn't seem culture".

publicado por Blog do Boxer às 18:03

link do post | comentar | favorito