.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Fichas Analíticas e Cauda...

. Je suis Blacky

. 3º Encontro Nacional de B...

. Doenças cardíacas no Boxe...

. A apresentadora Maya fala...

. Os netos de Blacky

. Uma Vitória Portuguesa na...

. CRIOCONSERVAÇÃO DO SÉMEN

. CRIOCONSERVACIÓN DEL SEME...

. ATIBOX IPO 2015 Bélgica

.arquivos

. Maio 2017

. Novembro 2016

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub
Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

CRIOCONSERVAÇÃO DO SÉMEN

baner.jpg 

Nossos boxers envelhecem rapidamente e naturalmente surge a questão de como conservar o seu potencial genético. Actualmente existe a possibilidade da crioconservação do sémen. Sendo que ainda está em estudo a possibilidade de num futuro não muito longínquo poder conservar o potencial genético das fêmeas com recurso à congelação de óvulos, a inseminação in vitro e o transplante de embriões.

Relativamente ao sémen é necessário conhecer as diferentes partes do esperma e os hábitos do boxer para poder proceder á conservação seminal
O macho de raça boxer é muito excitável mas também tarda muito em amadurecer sexualmente. Geralmente não aceitam a manipulação durante a fase de excitação e brincadeira. Apenas após a penetração permitem o contacto e portanto é preciso dispor de uma fêmea no cio que facilite a excitação, embora sempre há excepções. Os preliminares consistem em jogos de perseguição, lambidelas entre ambos e doces toques dos corpos. Assim que o macho tenta montar a fêmea é preciso impedir a penetração fazendo-o acreditar que o nosso material de colheita é a vagina da cadela.

Foto 1.jpg

A ejaculação tem três fases. Na primeira, chamada de pré-espermática, o líquido é transparente e serve para limpar a uretra de restos de espermatozóides mortos, secreções, bactérias e urina. Esta primeira secreção seminal deve ser descartada.

A segunda fracção, chamada de espermática, é rica em espermatozóides. Deve ser branca, anacarada e densa. No boxer tem um volume entre 0.5 ml. e 4 ml.
A última parte da ejaculação é a prostática e consiste em fluidos que servem de meio de transporte para permitir a
deslocação dos espermatozóides no útero e como meio de nutrição dos mesmos. O volume de esta fracção pode ser de poucos mililitros e pode chegar até os 30 ml. Esta parte é prejudicial para a conservação do sémen. Para realizar a inseminação em fresco deve ser colhida, mas em caso de refrigeração ou congelação deve ser separada da segunda fracção (espermática). 

Foto 2.jpg

O sémen canino é muito sensível à manipulação podendo ser gravemente afectado pelo contacto com a agua, pela exposição à luz, pelo aumento da temperatura, pela electricidade estática e por materiais como o borracha ou o látex.

A sobrevivência do sémen canino de boa qualidade, ronda os 7 dias no útero.
A refrigeração do sémen à 5º C permite que este seja viável entre 3 e 5 dias, podendo chegar até os 10 dias acrescentando determinados protectores (gema de ovo). Existem produtos comerciais disponíveis para a sua preparação de maneira cómoda e simples. Também é possível encontrar receitas caseiras. É importante ter em conta que os contentores que protegem da perdida de frio, raramente o conseguem fazer para além das 48 horas. Logo o tempo da viagem (em DHL, FedEx, etc.) não deve ultrapassar os dois dias
Como vantagens da refrigeração do sémen é possível assinalar a manipulação com um mínimo de formação, de maneira económica, com ligações entre as principais cidades europeias em menos de 48 horas. Uma das desvantagens deste método está na manipulação do macho que pode ser complicada se não se dispõe de uma fêmea no cio, no momento da colheita. Também é uma desvantagem o facto de as empresas transportadoras não realizarem entregas ao fim de semana e nos feriados. Ou seja para garantir a entrega do sémen refrigerado em 24-48, este só pode ser enviado de segunda-feira até quarta-feira, ou como máximo até quinta-feira. O sémen refrigerado sobrevive no interior do útero até 48 horas. 

Foto 3.jpg

A congelação do sémen permite a sua viabilidade por tempo indefinido quando é mantido à temperatura de -196º C. Durante o processo de congelação o sémen é arrefecido lentamente e é diluído com produtos que evitam o choque térmico, a contaminação bacteriana, estabilizam o pH e impedem a formação de cristais de gelo que danificariam os espermatozóides. O processo de congelação deve ser realizado por pessoal qualificado e a sua manutenção precisa de uma constante supervisão e a reposição periódica de azoto líquido. Os instrumentos para a sua manipulação têm um elevado custo. O sémen congelado e posteriormente descongelado deve ser depositado no interior do útero (inseminação intra-uterina) e a sua sobrevivência é de apenas 12 horas. Por esta razão é muito importante determinar o momento da ovulação da fêmea boxer.

Entre as vantagens da congelação do sémen podemos citar a possibilidade de conservar o material genético dos nossos reprodutores para além da sua vida reprodutiva, a prevenção de doenças sexualmente transmissíveis que não toleram a congelação, a possibilidade de programar a extracção do sémen quando dispomos de uma fêmea no cio e a possibilidade de realizar envios de sémen para todo o mundo.
Como desvantagens é possível referir o facto de esta técnica de inseminação exigir uma elevada especialização do
veterinário, que o seu custo é mais elevado e que periodicamente é preciso desembolsar o preço do armazenamento. É importante mencionar que a congelação do sémen tem mais garantias de êxito quando os machos têm entre dois e cinco anos de idade. Os resultados são piores fora desta faixa etária. 

Foto 4.jpg

Em condiciones ideais (fêmea fértil, macho fértil e momento de ovulação determinado) os estudos realizados mostram que a probabilidade de conseguir uma gestação é de 98%, quando é utilizado sémen fresco ou é realizada uma monta natural. Com o sémen refrigerado a taxa de sucesso cai para 90% e com o congelado para os 80%, também em condições ideais.

Existem métodos de congelação e refrigeração do sémen, patenteados e estandardizados, que aumentam significativamente estes valores, podendo chegar aos 91 e 94% de sucesso, respectivamente. Este é o caso do método CLONE, testado num estudo realizado a lavradores. Até a data não existem estudos publicados dedicados exclusivamente à raça boxer.

Para os nossos leitores portugueses deixamos os contactos de CLONE PORTUGAL:

Dr. Hugo de Oliveira

Hospital Veterinário

Rua Prof. Agostinho da Silva nº 1A

Tapada das Merces 

2725-530 Mem Martins

tel: +351914741907

      +351912568632

Email: hugo_hvt@sapo.pt

publicado por Blog do Boxer às 17:31

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.